Limite de dados para a Internet Fixa no Brasil. Um dia eles conseguem | Casa de Imagem

Urgente: Internet fixa limitada começa em 2017

13 jan Urgente: Internet fixa limitada começa em 2017

Empresas e usuários preparem-se: nossa internet ilimitada está mesmo prestes a acabar!

 

Em entrevista dada ao portal Poder360, o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, confirma que a internet fixa também entrará no esquema de franquias com limite no pacote de dados.

A polêmica surgiu em 2016, após a Vivo anunciar que implantaria franquias de internet limitada para banda larga e outras empresas também demonstrarem interesse por essa prática. Até então, a ANATEL posicionava-se contra a iniciativa, mas pelo visto, o governo entregou as pontas e o poder na mão das empresas.

Ainda que Kassab e o governo ressaltem que o maior beneficiado será o usuário, alguns dados técnicos de consumo de internet fazem essa declaração cair por terra, veja os exemplos no infográfico da Tecmundo:

Agora, imagine esse cenário de internet limitada para as empresas que praticamente dependem da internet para trabalhar, enviar arquivos, criando e consumindo conteúdo, armazenando na nuvem. O site da Tecmundo fez um dossiê que apresenta todos os dados sobre essa nova regra, inclusive, um possível cenário de como as coisas podem piorar caso esse abuso seja aplicado, confira aqui.

A notícia está fresca, saiu nesta manhã de sexta-feira 13,  mas no Twitter o assunto já é o mais comentado. Com a repercussão, o ministro, o governo ou a ANATEL devem se pronunciar ainda hoje e prestar esclarecimentos.

Movimentos e grupos da internet já se organizam em páginas e petições, assim como muitos usuários que já procuram os órgãos de defesa do consumidor para registrarem queixa contra esse imenso retrocesso em um dos principais e mais democráticos meios de comunicação já inventados.

A petição online contra essa imposição, que precisava de 300 mil assinaturas, já ultrapassa 1.6 milhões  e você pode assinar clicando aqui.

Comentários

comentários