Como escolher uma plataforma de e-commerce -

Como escolher uma plataforma de e-commerce

23 maio Como escolher uma plataforma de e-commerce

Sabemos que algumas coisas nessa vida são difíceis pela falta de opção.

Felizmente este não é o caso de se trabalhar com internet, onde temos mais de uma opção para se fazer qualquer coisa. Isso também acontece na hora de escolher sua plataforma de e-commerce.

Só que é aqui que muitas pessoas podem ficar em dúvidas: do que usar, quando usar, quais as vantagens e desvantagens de cada escolha.

Por isso, hoje trazemos algumas dicas básicas para ajudar você a montar seu e-commerce a primeira delas é:

Como escolher sua plataforma de e-commerce?

No mundo dos softwares e soluções para plataformas de conteúdo ou de lojas virtuais temos várias possibilidades, como já comentamos no início do post.

Então, se você está pensando em criar um e-commerce e começou a pesquisar sobre o assunto você precisa levar em consideração 3 opções, pelo menos:

1. E-commerce: Plataformas de Aluguel

Existem muitas opções de plataformas online onde você paga um plano mensal para ter sua loja virtual. Podemos citar, Tray E-commerce, Loja integrada, Loja VirtUOL, Nuvem Shop, JN2, entre muitas outras. 

Vantagens:

São relativamente baratas, tem atualizações constantes.

Você não se preocupa com infra-estrutura pois tem toda a equipe da plataforma cuidando dessa parte para você.

Desvantagens:

Como o objetivo dessas plataformas são conquistar clientes no formato aluguel, elas focam em funções gerais, podendo ser implementada para os mais diversos segmentos e diferentes necessidades. Desta forma, a solução oferecida é a mais vantojsa para a empresa e não personalizada para os clientes.

Isso significa que se você quer ter um e-commerce de moda ou de bebidas provavelmente vai encontrar um serviço que atenda essa necessidade. Mas, se você tiver uma demanda específica dentro desses segmentos, com certeza não conseguirá fazer com que a plataforma de aluguel se adequa a essa sua necessidade específica.

2. E-commerce: Plataformas Open Source

As plataformas open source são gratuitas e isso ajuda muito. Podemos citar a extensão WooCommerce do WordPress na parte de sites e blogs que é uma excelente plataforma… no caso de e-commerce temos dentre as principais opções: Opencart, Magento e Prestashop.

Mas qual será as vantagens e desvantagens dessas soluções?

Vantagens:

Não tem custo de mensalidade e nem implementação. Basta o domínio e a hospedagem e você raramente vai precisar fazer um alto investimento nesta parte.

Desvantagens:

Por ser uma ferramenta de código aberto a api está disponível para quem quiser e isso faz com que algumas pessoas estudem e se especializem nessas ferramentas. Inevitavelmente você vai precisar contratar ou ter alguém que domine a plataforma open source que você escolher.

Outra desvantagem, é que apesar de não ser necessário um investimento mensal além da hospedagem, se você não atualizar os seus recursos de acordo com a evolução das soluções, pode deixar sua ferramenta vulnerável, já que não é difícil para hackers mal intencionados possam conhecer a estrutura de desenvolvimento da sua loja, já que o código está aberto para qualquer um.

3. E-commerce: Plataformas Customizadas

Chegando a última opção do tipo de plataforma de e-commerce que existe disponível para você começar seu negócio, vamos falar das customizadas.

Como o próprio nome já diz, ela é do jeito que você e seu negócio precisam. Atende exatamente sua necessidade.

Na verdade esse é o sonho de todo empresário.

Mas calma lá jovem, a coisa não é tão simples assim.

via GIPHY

 

Vantagens:

Você personaliza como bem entender. Ela se adequa exatamente ao que seu negócio precisa e a solução é implementada como você deseja, sem gambiarras.

Desvantagens:

Você precisa ter uma equipe interna com conhecimento na plataforma original que consiga personalizar para seu objetivo. Isso demanda investimento constante em pessoal e uma equipe que frequentemente estará trabalhando para implementar as melhorias ou funções que você deseja e ir sempre melhorando suas funcionalidades.

Espero que este post tenha te ajudado a começar a pensar numa solução ideal para você e para seu negócio.

Conclusão:

 A mais dura realidade, é que infelizmente NÃO EXISTE PLATAFORMA PERFEITA!

Todas as soluções tem seus prós e contras e cabe ao empresário ou ao setor de marketing da empresa planejar e interpretar melhor qual é a necessidade da empresa no momento.

Não são raros os casos onde empresas investem todas as suas economias montando uma estrutura completa de e-commerce e quando chega a hora de investir em tráfego – porque não adianta nada você ter a melhor loja do mundo se ninguém vai até ela – não sobrou nenhum centavo.

Em muitos casos, vale mais a pena começar por baixo e usar a maior parte da verba para aquisição de tráfego e fazer com que essa loja cresça para depois trocar para uma estrutura mais forte.

Ainda tem dúvidas? Conta com a gente e deixa seu comentário!

Comentários

comentários

Eu ajudo empresas a aumentarem sua presença online, seja com o objetivo em vendas ou reconhecimento de marca. #SaiaDoOff