Será que a internet vai roubar o seu emprego?
Perdendo o emprego para internet

25 nov Será que a internet vai roubar o seu emprego?

Os avanços e as inovações da tecnologia em diversos setores impactaram as empresas e a forma com que elas desenvolvem seus produtos, atendem o público e vendem suas ideias. Diferentes atividades foram atingidas pela revolução digital e muitos cargos, antes assumidos por pessoas, hoje estão tomados por robôs ou pela automação digital.

A internet, sempre ela, contribuiu com isso. Os recursos online disponíveis hoje, através de programas e aplicativos, colaboraram significativamente com as mudanças administrativas e operárias de diversas empresas, que buscam inovar seus meios de trabalho a fim de não estagnarem e perderem mercado. O ponto negativo dessa revolução é o desemprego e a desocupação de cargos que entram em extinção.

O telemarketing, por exemplo, é um emprego que está fadado a cair daqui alguns anos, já que hoje mesmo percebemos que, ao ligar num 0800, falamos na maior parte do tempo com um robô. As redes sociais também contribuíram com isso, pois os atendimentos via e-mail, Twitter e Facebook são tão frequentes quanto as ligações.

A tendência também atinge os bancos e já é grande o número de pessoas que realizam serviços bancários através da internet e dos smartphones, dispensando a ajuda de funcionários e atendentes. Os avanços tecnológicos nesse campo não só contribuem com a agilidade de processos, mas também trazem mais segurança aos clientes dos bancos.

Office-boys foram trocados pela internet banking. Revendedoras de porta em porta e agentes de viagens perderam seus postos para diversos sites e e-commerces. Até os jornalistas foram afetados, já que hoje as notícias são consumidas de muitas mídias digitais que nem sempre dependem desse profissional para informar.

Mas a culpa não é da internet, afinal, para operá-la ainda é necessário mão de obra. Novas profissões surgiram junto com a invasão digital nos sistemas das empresas e as pessoas, tanto que contrata quanto quem é contratado, precisam entender que dar um F5 na carreira é a chave para manter-se no mercado de trabalho.

Nós mesmos, do marketing digital, somos frutos dessa mudança, e cabe a nós nos mantermos atualizados, aumentando a nossa competitividade, seja com máquinas ou com pessoas.

É inevitável fugir dos avanços tecnológicos e de toda essa revolução digital que estamos vivendo. As empresas que não se atentarem aos avanços, ficam para trás, é um fato. Por isso o investimento tanto em tecnologia quanto em pessoas qualificadas é essencial.

Aos empresários, as inovações são indispensáveis, pois contribuem e muito com o desenvolvimento da empresa, coisa que o público exige e reconhece. Aos trabalhadores resta correr atrás e usar o conhecimento, a dedicação e até a criatividade para manterem seus cargos, ou quem sabe, abrir o próprio negócio!

Foto: ATR International

Comentários

comentários