O que é uma plataforma Open Source -

O que é uma plataforma Open Source

06 jun O que é uma plataforma Open Source

Você é uma daquelas pessoas que nunca ficam 100% satisfeitas com as soluções que existem no mercado e sempre tem aquela sensação de “tá bom, mas podia ser melhor” quando você usa um sistema qualquer?

Se após assistir ao episódio “White Christmas” da série Black Mirror você seria a primeira pessoa na fila para ter o seu eu robô (entenda no vídeo abaixo) só para não ter que explicar o que você quer para todo mundo, talvez você se identifique com uma plataforma Open Source.

Mas não se preocupe que não vamos falar de nenhuma série de ficção científica aqui, o assunto de hoje é sobre Plataformas de E-commerce Open Source.

Mas afinal, o que diabos é um open source?

O termo Open Source, traduzido ao pé da letra, significa código aberto mas o que realmente importa para que esse artigo faça sentido para você, quando dissermos o termo Open Source, entenda que você poderá pegar um software qualquer que virá com as configurações básicas prontas e a partir daí a sua criatividade é que vai definir o destino do sistema. (muito mais poético do que simplesmente código aberto, você não acha?)

Para ficar mais fácil de entender, vamos a um exemplo prático:

Imagina que você possa chegar em uma montadora de veículos, e comprar o modelo básico de um carro 0 km, mas depois disso, você possa customizar seu possante do jeito que quiser, desde colocar um motor mais potente, até mudar toda a lataria para um modelo retrô do calhambeque “bibi” da música do Roberto Carlos.

Em outras palavras, nesse caso você estaria comprando um “Open Car” tá bom! Eu sei que esse trocadilho foi horrível, mas não resisti 😛

Uma vez que você entendeu para que serve uma ferramenta Open Source, saiba que existem vários tipos de softwares que são comercializados nesse formato, e no e-commerce os 4 principais são:

  • Magento
  • Open Cart
  • Prestashop
  • Woocommerce

Não vamos entrar no mérito de listar as qualidades ou defeitos de cada solução, pois em todas elas, você vai precisar de alguém especializado nessa para dar a manutenção que você precisa. Vale prestar atenção nos detalhes do profissional que você for escolher para configurar a loja, pois os conhecimentos dele na solução vão influenciar positiva ou negativamente no seu desempenho.

Explicamos um pouco melhor sobre o assunto no artigo abaixo:

como escolher uma plataforma de e-commerce

Vantagens de escolher uma ferramenta Open Source

  • Pouco ou nenhum investimento mensal

Você só precisa pagar os valores relacionados à hospedagem, portanto não existe mensalidade quando você tem uma plataforma Open Source;

  • Grandes possibilidades de adaptações via plugin

Assim como acontece com o famoso WordPress, muita coisa já foi desenvolvida para as ferramentas open source, então se você necessita de uma função específica, existe uma grande possibilidade de já encontrar algo pronto para o seu e-commerce, ai é só instalar no seu template. Alguns plugins são gratuitos e outros você pode comprar por preços bem acessíveis;

  • O Código Fonte é todinho seu!

Não há diferencial melhor do que esse em uma ferramenta de código aberto, pois só quem precisou trocar de plataforma de e-commerce alguma vez na vida sabe como é desgastante e caro ter que cadastrar os produtos novamente quando você muda de fornecedor.

Como o código é aberto, você vai ter seu e-commerce para sempre.

Mas como ninguém pode ter tudo na vida, é nosso dever listar também os defeitos de uma plataforma de código aberto e por mais que doa, vamos aos fatos que esse artigo já está ficando longo d+:

Desvantagens de uma plataforma Open Source

  • Você vai precisar de um programador que saiba o que faz

Assim como não adianta ter o melhor carro se o piloto for ruim, por melhor que seja a linguagem que você escolheu trabalhar, se o programador que for dar a manutenção no código não souber o que faz, você não vai sair do lugar, então é melhor escolher bem e pensar nisso antes de decidir trabalhar com qualquer ferramenta open source

  • Atualizações Constantes

O mercado e as tecnologias evoluem constantemente, e seu site vai precisar acompanhar isso para que não fique vulnerável a ataques de hackers já que como é muito fácil conhecer a estrutura de uma ferramenta de código aberto, consequentemente é muito fácil invadir também.

Além disso, frequentemente são lançadas atualizações de segurança e meios de pagamentos que se não forem adaptados na sua loja, podem causar desde problemas mais simples como a lentidão no e-commerce até coisas mais sérias como por exemplo seu site parar de vender. Já pensou nisso?

  • Nem tudo se resolve com plugin

Por mais que muita coisa possa ser resolvida com plugins que foram listadas como uma vantagem na lista acima, existem particularidades que não tem como ser adaptadas em uma ferramenta open source.

O erro que muitas empresas cometem, é tentar adaptar projetos muito complexos a ferramentas desse tipo e transformar a plataforma em um verdadeiro Frankenstein de códigos.

Traduzindo em uma linguagem mais popular, dependendo da complexidade da coisa, seu e-commerce vai virar uma gambiarra online. #ProntoFalei

Conclusão

A conclusão do assunto é que independente da sua escolha, infelizmente não existe plataforma perfeita, porém ao optar por uma ferramenta open source para seu e-commerce, a principal vantagem é que o código fonte da ferramenta é seu e dessa forma você não precisa cadastrar produtos novamente caso decida mudar de fornecedor, isso sem falar na economia mensal por não precisar pagar mensalidade para nenhuma empresa.

Mas fora isso, você vai sim precisar de pessoas qualificadas para dar as devidas manutenções no seu sistema se quiser que a coisa funcione como qualquer empresa séria.

Comentários

comentários

Eu ajudo empresas a aumentarem sua presença online, seja com o objetivo em vendas ou reconhecimento de marca. #SaiaDoOff